quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

SUGESTÕES DO SEBRAE PARA A CRIAÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO

Nesta portagem vocês poderão contar com dicas importantes e valiosas para constituir uma associação dentro dos parâmetros legais, vale aqui deixar registrado que estas dicas valem para todos os tipos de associação, mas que a depender das atividades desenvolvidas existem peculiaridades que devem ser observadas e repeitadas. No caso das associações de ciclismo e de demais atividades desportivas devemos ficar atentos as determinações contidas na Lei Pelé, então é bom lembrar que estas sugestões servem apenas para dar uma rumo para quem pretende constituir uma associação, mas ao dar início a alguma associação você deve procurar ajuda no próprio SEBRAE se tiver na sua cidade ou procurar a orientação de algum advogado. Leiam com atenção.


Roteiro para criar uma associação

Veja as sugestões do Sebrae para organizar associações. Grupo interessado deve estar ciente das responsabilidades individuais e coletivas.
1ª fase: Sensibilização
·          
·         Contato inicial: é importante que as pessoas envolvidas tenham o maior número possível de informações sobre o tema (legislação, funcionamento, direitos e deveres dos associados,etc.).
Essas informações devem orientar a escolha das pessoas em seguir ou não com o processo organizativo da associação. Se houver interesse, o grupo deve mobilizar mais pessoas, pois são necessários pelo menos 10 integrantes para organizar uma associação. É importante organizar uma palestra ou discussão com um especialista no tema ou com pessoas que já fazem parte de alguma associação bem-sucedida.
·         Palestra de sensibilização: como o nome sugere, o objetivo é sensibilizar as pessoas para o tema, explorando principalmente as responsabilidades individuais e coletivas no processo e a necessidade de se imprimir um caráter empresarial e transparente na gestão da associação.
Caso haja concordância em avançar com o trabalho, é fundamental designar os responsáveis por levantar informações sobre a legalização da associação, e outras pessoas que se responsabilizem por estudar a viabilidade econômica e as necessidades de infraestrutura e recursos financeiros.
·    Apresentação dos resultados da etapa anterior: com base nas informações sobre a documentação e tramitação legal para constituição da associação e, principalmente, no estudo da viabilidade econômica, caso a decisão seja por constituir a associação, passa-se para a fase seguinte.

2ª fase: Constituição
·          
·          
·         Assembleia de Constituição: é uma etapa formal do processo de legalização. É realizada no ato de constituição da associação, na presença de todos os associados. Nessa Assembleia, será escolhido o nome da associação e a sede.
Será discutido, definido e aprovado o Estatuto Social, e também serão eleitos os representantes dos órgãos de direção (Conselho de Administração, Diretoria e Conselho Fiscal). Após essa etapa, deve-se encaminhar a documentação para registro, que é feito no cartório de registro de pessoas jurídicas. Nas cidades maiores, existem cartórios específicos para essa finalidade. Nas menores, é feito no cartório de registro geral.
De acordo com a Lei nº 6.015/73 (artigos 120 e 121), são necessários os seguintes documentos para se registrar uma associação:
·         Ata de Fundação;
·         Duas vias do Estatuto;
·         A relação dos associados fundadores e dos membros da diretoria eleita;
·         Ofício encaminhado ao cartório.
O passo seguinte é providenciar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) junto à Receita Federal. Esse cadastro permitirá à associação realizar transações financeiras, contratos, convênios e contratação de empregados.
3ª fase: Pré-operacional
·          
·          
É a fase da estruturação: definição de localização, aquisição de móveis e equipamentos, contratação de funcionários e contadores, abertura de conta no banco, licenças e alvarás, etc.
4 ª Fase: Operacional
·          
·         Início das atividades: começam os desafios reais da associação. Como toda organização, para ser bem-sucedida, a associação também precisará de gestão eficiente e comprometida com os propósitos da instituição.
Observação: este roteiro é uma sugestão para criar uma associação e apresenta alguns pontos a serem seguidos e observados. As etapas devem ser adaptadas conforme a necessidade de cada grupo.
Série Empreendimentos Coletivos
Consciente da importância do associativismo para a melhoria dos negócios, o SEBRAE lançou a série de publicações Empreendimentos Coletivos.

Fonte: Sebrae Nacional - 12/12/2016






 Por: GeovaneBezerra